Então

Sim, eu ando filosófica. E a tendência é que esta disposição predomine. Deve ser aquele balanço anual que todos fazemos em torno do aniversário. Tenho percebido padrões que se repetem e se repetem e se repetem (a ênfase se justifica) ao longo da minha vida.
Em resumo, para simplificar, eu diria que toda vez que eu encontro alguém que vê alguma qualidade em mim, essa pessoa, seja no plano pessoal ou profissional, quer me esconder. Como se ela não quisesse que o mundo soubesse que eu existo, nem o que eu faço. As pessoas querem me esconder.

Logo eu, solar, que adoro aparecer.

Que jogo de esconde-esconde é esse onde todos me escondem e eu mesma não me acho?