A palestra de Nova York no Videolog

http://www.videolog.tv/ajax/codigoPlayer.php?video_id=667958&id_video=667958&width=500&height=375&relacionados=S&hd=N&cor_fundo=&cor_titulo=&color1=&color2=&color3=&slideshow=true&config_url=&swf=1

@rosana – Palestra em NY – 140CONF por queridoleitor no Videolog.tv.

Agora sim, a palestra está no Videolog, bem melhor, sem o ‘comercial’ de 30 segundos. Valeu!

Anúncios

Passeio pelo Central Park ao vivo

http://twitcasting.tv/rosana/embed/1832099-640

Fiz um passeio pelo Central Park e transmiti em Streaming. Graças ao Marcos Garrido que me ensinou ( e a Thati já tinha me dado um toque) como usar um pequeno modem 3G da Virgin (MiFi) que funciona via Wifi. É um serviço local. Comprei um cartão pré-pago, coloquei o crédito e comecei a usar. Assim eu não uso o roaming.

Quarta de novidades

Novidades, confusões e tudo mais. Acordei muito cedo, com medo de perder a hora. Me arrumei e sai para tomar café aqui ao lado do hotel. Na hora de sair pela porta pensei em aproveitar o wifi do lobby e postar a primeira foto do dia. No mesmo momento, me censurei.

– Mas já vai postar foto no Twitter, mulher? – disse para mim mesma.

Pois se eu tivesse acreditado em mim mesma e tentado postar uma foto eu teria descoberto que meu celular havia ficado no quarto. Como eu me censurei, tomei café e fui caminhando da rua 51 até a 92, pela Lexington sem saber que eu estava sem telefone.

São 41 quarteirões, uma boa caminhada. Cheguei, me credenciei, passei pelo raio-X, peguei o crachá de palestrante e fui ver as primeiras conferências. Foi lá dentro que percebi que o celular tinha ficado no quarto. Noiei.

Fiquei imaginando o que eu faria sem o telefone. Catei um táxi, peguei um trânsito infernal e voltei para o hotel. O celular estava na outra bolsa. Peguei outro táxi e fui novamente para a conferência. Teve muita coisa legal. Entrevista com o co-fundador do Four Square (entrevistado por um editor do Mashable), uma oncologista que contou uma história que fez todo mundo chorar, boas risadas com o rapaz que criou o sistema de orações via Twitter para o Muro das Lamentações, (@thekotel). Ideias, visões, coisas muito interessantes mesmo.

E aí teve o break do almoço. Fui para o sol. Caminhei até o Central Park e fui almoçar qualquer coisa na cafeteria do Guggenheim.

Depois do almoço vi mais algumas palestras e resolvi voltar para o hotel, caminhando. Tirei algumas fotos, comprei coisas na farmácia e aceitei ajuda de um rapaz que tirou uma foto minha num lugar lindo.

Passei rapidamente no hotel para tomar banho e me arrumar. Fui jantar com a Bruna, a @baunilha, que está morando aqui em NY. Fomos ao Spotted Pig, na Greenwich com W 11th. Muito simpático o lugar. E a companhia. Catei um táxi e voltei. Agora vou ensaiar a palestra de amanhã cedo.

Se você quiser ver a palestra amanhã, 10 horas da manhã, horário de Brasília.

http://nyc2011.140conf.com/watch

Experimentando o WebDoc

http://www.webdoc.com/embed/C4CFBEA2-B840-0001-72B4-154017CF3DA0

Hoje, na #140conf, conversei com o criador de um aplicativo chamado WebDoc. Muito legal. Você cria um mural, para o qual arrasta vídeos, links, tweets, fotos, etc. Depois você pode tuitar, postar no facebook ou pegar o código e embedar em qualquer lugar. Pareceu interessante, uma versão mais bem resolvida do Storify.

De 14 a 19 de junho – #140conf em Nova York

Tweets recentes

http://widgets.twimg.com/j/2/widget.js //
E apra ver todas as fotos, clique aqui, no Instagrid.

_____________________________________________________________________

Olá, querido leitor. De 14 a 19 de junho estarei em viagem. Vou dar uma palestra na #140conf em Nova York, uma conferência independente sobre Twitter, organizada por Jeff Pulver. Durante os dias 15 e 16 estarei na conferência e espero poder tuitar de lá. Quando eu estiver com acesso, postarei normalmente. Porém, como é fácil postar pelo celular, fotos e tweets, deixei aqui um código com a foto e os tweets mais recentes, como um post fixo no topo do blog, exatamente como fiz quando fui para Bonn e Berlin. Estou usando, inclusive, o mesmo template de post (por isso eles são tão parecidos, tento leitor!). O primeiro post ‘escrito’ passa a ser o que está abaixo deste.

Um beijo e obrigada, o blog continua positivo e operante, desde o ano 2000. 🙂

#140conf, conferência sobre Twitter em Nova York

De 14 a 18 de junho estarei em Nova York. Vou participar de um evento sobre Twitter, organizado por @jeffpulver. No dia 14 tem o coquetel de abertura, nos dias 15 e 16 acontecem as conferências durante todo o dia. Na manhã do dia 16, 9:00 horas local, vou apresentar um capítulo do meu livro “Um passarinho me contou, relatos de uma viciada em Twitter”. Vou falar sobre o dia em que minha conta foi sequestrada/hackeada.

Será uma oportunidade muito interessante, pessoal e profissionalmente. Ouvir, aprender, compartilhar, descobrir e sentir o ‘momento’ (The state of now) da Twittosferamundial e, claro, viver a experiência de fazer uma apresentação em inglês em Nova York. Tive uma experiência recente em Berlim, também apresentando um painel sobre mídias sociais no Brasil na conferência Re:publica. Faz parte do meu ‘state of now’, a maturidade profissional, esse sentimento de expansão internacional na carreira e de colher frutos plantados ao longo dos anos.

As palestras devem ser transmitidas em live streaming pelo Ustream, neste link aqui. Ou seja, no dia 16, às 8 da manhã no horário de Brasília.

A conferência pagou o hotel e eu estou viajando com o programa de milhagem. Coisas que a vida e o Twitter proporcionam. Só agradecendo mesmo. Muito obrigada. Vou postar muitas fotos de lá. Talvez eu faça aquele mesmo esquema, durante o deslocamento de viagem deixo um post fixo só com o código embed da última foto do instagram. Vou ver. Sugestões?

Ah, e a melhor parte: vou tentar encontrar leitores em Nova York! Marcie já está na lista. E a minha amiga de rede @baunilha. Oba.

PS – Ah, claro, vou tentar fazer aquela coisa tonta, ficar na frente da EarthCam ao vivo em TimesSquare no dia 17 pra dar tchau ao vivo e levantar plaquinhas (sulfite com pilot, vou comprar) com arrobas de seguidores do Twitter pegarem screenshot. http://www.earthcam.com/usa/newyork/timessquare/

Pés cansados

Passamos o dia andando. Mal consigo pisar a sola dos pés no chão.

Começamos o dia cedo. Por causa do fuso horário acordamos antes das sete da manhã. Tomamos café num pequeno restaurante ao lado do apartamento, na 6a. avenida. Pra variar pedi o mesmo de sempre, bagel torrado com cream cheese. O café com leite também estava ótimo, deu até vontade de tomar outro agora só de falar.

Caminhamos por toda a 5a, avenida até a 44th. De lá fomos ao Grand Central Station tirar fotos. Fiz questão de levar a família pra conhecer o mercado lá dentro. Minha filha fez fotos lindas com a Canon nova.

Do Grand Central Station, passeio imperdível, fomos passear pelos arredores. Bryant Park, Times Square. Fez sol e muito vento. Sempre que a gente anda pela sombra sente a temperatura cair vários graus.

Depois de passar na ótica, num lugar que conserta iPhone e resolver algumas coisas para meu marido, fomos fazer algumas compras. Quer dizer, meus filhos foram. Não comprei absolutamente nada. Mas achei fantástica a descoberta que fiz na loja da Hollister. Eu não havia entendido que as imagens que passam na porta da loja (e do lado de dentro), mostrando um mar, eram em tempo real. São imagens ao vivo, do Pier Point.


(foto tirada dentro da loja)

Esta foto abaixo não é minha, achei na web aqui. Mostra a loja do lado de fora com essa imensa projeção das ondas do mar, ao vivo.

.

De lá fomos comer sopa, voltamos pra casa pra um refresh e…saímos para andar. Fomos buscar os ingressos da ópera no Lincoln Center, passeamos pela loja Best Buy na Broadway com 62nd e fomos para o Central Park. Andando, andando, andando.

Agora, um descanso. Vamos sair em dez minutos para ver o jogo do NY Knicks com Utah Jazz, no Madison Square Garden. E, pelo visto, a temperatura vai cair abaixo de zero. Botas, vamos lá.