Rapidinho

Estou de saída pra aula de Pilates. Volto, me arrumo, vou pro trabalho, volto, pego um táxi, vou pro aeroporto, voo para Porto Alegre, faço uma palstra no Social Media Day de POA, vou para o restaurante, para o hotel, durmo, acordo às 5, pego o táxi, vou para o aeroporto e volto pra SP na 4a. cedinho.
Correria boa!Bom dia.

E se a gente invertesse?

E se você postasse e eu apenas lesse?

Veja o vídeo, leia o texto, mande o post.

Os vinte vídeos mais virais do momento

http://videos.r7.com/r7/service/video/playervideo.html?idMedia=d10d3c2962b342701804735c12c334c2
Links:
Viral Video Chart – os vídeos que estão viralizando agora

Video Flow – pesquisa

Aforismos, desaforismos e euforismos

Há algum tempo fiz um post sobre o livro do Daniel Piza, Aforismos sem Juízo. Comprei o livro. Assim que comecei a ler os aforismos de Daniel fui tomada por um ‘euforismo’. Comecei a escrever aforismos novos, relembrar outros antigos que criei e fui anotando tudo. Depois que cometi os meus próprios aforismos fui tomada de um ‘desaforismo’. Escrevi um email para Daniel e passei os que fiz para ele. Coisa de iniciante para guru. Divido aqui afo-eufo-desafo-rismos que criei, alguns novos, outros publicados no blog.

* Quem espera, senta ou cansa

* O kiwi é um morango do partido verde

* Este hoje, definitivamente, não é amanhã de ontem.

* Morar numa garrafa e não pegar engarrafamento. Isso sim é coisa de gênio.

* Multiplicar 3 por 2 ou 2 por 3, é trocar 6 por meia dúzia

* As linhas só se mantêm retas porque não conhecem a tentação das curvas.

* A vaidade é o cordeiro em pele de lobo.

* Tédio é quando você liga pra vida e ninguém atende. Ansiedade é quando só dá ocupado.

* Destino é o acaso de terno.

* Conhecermo-nos a nós mesmos não é o que nos cabe, mas o que nos resta.

* O futuro? Adeus, pertence!

* O otimismo é o carnaval da esperança. O pessimismo, a quarta-feira de cinzas.

* A mentira é a verdade montada.

* Rumor é o boato à noite.

* Ônibus é substantivo coletivo?

* Quem pergunta se pode fazer uma pergunta já fez a primeira.

* Maturidade é quando as amarras lasseiam. Liberdade é quando desatam-se os nós.

* Rezar é ninar a esperança.

* O amor é um risco. A paixão, um rabisco.

* Gatos siameses nascem colados?

* É difícil criar coragem porque ninguém sabe do que ela se alimenta.

* A política é o túmulo da ética.

* Burocratizar é organizar a incompetência.

* Fanático é um energúmeno energético.

* A pressa é a melhor amiga da irritação.

* A única vantagem do passado é que ele nunca amarrota.

* Alma-luz no findo túnel.

* Dúvida política: racha no partido não é pleonasmo?

* O chato é que as pessoas que fazem média nunca trazem o pão com manteiga.

* Deu Zé, brasileiro.

* A fofoca passa de boboca em boboca.

* Atrás de quem chuta cachorro morto tem sempre alguém matando cachorro a grito.

* Vender galinha morta é canja.

PS-As frases foram escritas por mim. Pelo menos foi o que me disseram no tribunal. Post original aqui.

Notícias musicadas

Se você não conhece o Auto-tune, aquele efeito de correção de voz que o T-Pain usa o tempo todo em suas canções, visite este post anterior. O vídeo conta a história toda, em inglês, direto do site Know Your Meme.Vai lá que eu espero.

Pronto? Vamos em frente. Uma banda chamada Gregory Brothers, formada por 3 irmãos e a mulher de um deles, criou um uso novo para o efeito de Auto-tune, o AutoTuneTheNews. Aqui o link do canal AutoTuneTheNews do YouTube e do site dos Gregory Brothers. Eles pegam trechos de falas, depoimentos, entrevistas e recriam tudo numa canção. É impressionante.

Vamos ver um exemplo recomendado por meu filho. Primeiro ele me mostrou a notícia, que ocorreu a menos de um mes. A matéria da TV está aqui.

Um homem subiu numa lixeira, arrombou uma janela e entrou no quarto de uma moça e tentou abusar dela. O irmão deu a entrevista abaixo.

Os Gregory Brothers pegaram a entrevista do irmão e transformaram numa canção com Auto-Tunes, uma coisa MUITO bem feita. Veja.

O sucesso foi tanto que já tem a música à venda no ITunes, camisetas do rapaz, Antoine Dodson, etc. tudo dentro daquele estilo americano de aproveitar a fama para vender. Abaixo, links, dados e letra da canção.

iTunes link: http://itunes.apple.com/us/album/bed-…

shirts: http://www.zazzle.com/antoinedodson24
shirt design / iTunes album art by Shelli Langdale – more of her work here: http://www.oustcat.com
Antoine’s new sites: http://www.antoine-dodson.com
http://www.facebook.com/pages/Antoine…
http://www.twitter.com/antoinedodson24

Auto-Tune the News / Gregory Brothers links:

http://www.youtube.com/autotunethenews
http://www.twitter.com/autotunethenews
http://www.facebook.com/gregorybrothers
http://www.thegregorybrothers.com

Lyrics:

he’s climbin in your windows
he’s snatchin your people up
tryna rape em so y’all need to
hide your kids, hide your wife
hide your kids, hide your wife
hide your kids, hide your wife
and hide your husband
cuz they’re rapin errbody out here
you don’t have to come and confess
we’re lookin for you
we gon find you
we gon find you
so you can run and tell that,
run and tell that
run and tell that, homeboy
home, home, homeboy

we got your t-shirt
you done left fingerprints and all
you are so dumb
you are really dumb–for real
you are really, really, really, really so dumb
i was attacked by some idiot in the projects
so dumb, so dumb, so dumb, so

chorus

bout 5’9″, 5’10”
coffee complexion, low cut like a caesar
with some little waves in his head
clean cut, very smooth face
seein my sister when i walked in
he had his hands around her neck
first thing was to pull him off of her
and that’s what i did

chorus

well, obviously we have a rapist in Lincoln Park
are you serious, my boy?
i got your t-shirt
i got your scent
i know what shoe size you wear, my boy
so you can run and hide
but we’re gonna find you, find you

chorus x2 (with ballet dancers, orchestra, choir, etc.)

Nublou

Estou no litoral norte de São Paulo, mas o dia está nublado. Achei que seria um sábado de muito sol. Enganei-me. Mesmo assim está agradável, tem uma brisa gostosa e, enfim, vim aqui em busca de mais umidade. Umidade, aqui, não falta.
Bom dia!

Peça o vestido pelo número

Tá, você não vai trabalhar vestida de X-salada, nem vai pra cantina da faculdade assim. Mas o trabalho da artista Joy Kampia é lúdico e original. Veja aqui o vestido em 3 ângulos. E o site completo. Tem também esculturas lindas de crochê como este almoço completo.

Precisão suíça

Isso é só uma imagem, não existe de verdade no mundo real. Mas mostra duas coisas perfeitas da Suiça, canivete e chocolate. Com a precisão de um relógio. Também adorei o gelo em forma de Pi. Que existe. Adorei. Belo presente.
Deste blog.
Veja também:
.Biscoito em forma de quebra-cabeça
.Marmita estilo ‘bentô
.Escapamento Hello Kitty

Massas e risos

Eu ri muito no almoço, muito. Fomos almoçar aqui pertinho do R7, no Felicità, Paulinha, Fernanda, Luiz César, André, Diego Maia, Lelê e eu. Vamos lá com frequência. Da penúltima vez o garçom trouxe a entrada, a bebiba e o prato, todos errados. Foi incrível. Eu pensei que ía pular na jugular dele. Mas ele era bonzinho e acertou o café. Só faltou o leite e o adoçante. Mas tudo bem, porque no final ele tentou passar o Visa no MasterCard e não funcionou. Enfim, eu sai de lá contrariada porém alimentada, o que já é um bom começo considerando-se a fome mundial.

O Felicità é uma cantina que tem dois serviços, buffet e à la carte. E, no buffet, tem duas opções, a mesa de saladas e pratos quentes ou uma opção de massas semi-prontas que o mestre cuca prepara na hora com molho, temperos e complementos de sua escolha, mais ou menos como naquelas cadeias fast-food de massas, tipo Spoleto. Depois você pega, come e paga.

Diego Maia estava sendo atentido e eu esperava minha vez em frente às bacias com as massas. Eis que aparece uma criatura estranha à minha direita, com um prato e começa a abrir espaço sobre a minha pessoa usando a técnica do cotovelo. Aqui, um adendo essencial à compreensão do querido leitor cuja cumplicidade estou tentando roubar, para que fique ao meu lado na história. O método de atendimento é simples. Você aponta ou diz o que você quer E O ATENDENTE pega a massa, coloca numa travessa, joga na água fervente. Depois ele pega todos os ingredientes solicitados, coloca numa frigeira que vai ao fogo, onde a massa já cozida é adicionada, mexida, apurada e servida num prato que ELE mesmo pega. O rapaz, sem entender o funcionamento da coisa, pegou o prato e começou a colocar vários tipos de macarrão frio, praticamente cru, em seu prato, sobre minha pessoa. Eis o diálogo:

CENA 01. BUFFET DE MASSAS. INT./DIA
Plano geral do restaurante lotado na hora do almoço. Uma fila de pessoas esperando atendimento. O cozinheiro está terminando um prato. Rosana é a próxima . Um rapaz oriental, franzinho e muito ansioso, pega um prato do buffet de saladas e, à força, tenta servir-se em vez de ser servido.

ROSANA
Oi, olha, você não precisa se servir, basta dizer o que você quer e o cozinheiro serve você.

O rapaz continua passando na frente de Rosana, com o prato, servindo-se de  massas frias e cruas, todas..

ROSANA
A massa está fria.

Ele coloca fettucdini cru, mistura com spaghetti…

ROSANA
A massa está crua.

Rapaz começa a pegar o restinho de penne integral para o qual Rosana estava olhando fixamente, como quem decide o almoço.

ROSANA
É a minha vez!!!
E tira a mão dos meus pennes!!!

Ao lado da fila, Lelê e Diego Maia têm um ataque de riso ao perceber que o rapaz oriental não está entendendo nada do que está acontecendo, embora fale português, como se percebeu pelo seu balbuciar. Rosana vira para Lelê e dialoga com ela.

ROSANA
Lelê, eu vou dar o cartão do meu marido pra esse cara!

Corta para:
Continuação do post.

Almoçamos, contei casos do Tutinha da Jovem Pan, rimos mais um pouco, comemos. Falamos sobre artistas conhecidos, fizemos fofoca, comemos a sobremesa, tomamos café. Diego Maia deve ter rido hectolitros, só me lembro das lágrimas escorrendo. Lelê, linda em seu vestido de bolinhas, na cabeceira da mesa.

Terminada a refeição, regada a muita besteira e casos vividos, fomos para a fila para pagar e voltar para o trabalho. Surpresa ruim do dia: descobrir que a salada de frutas custa 6 reais. Ou seja, sobremesa + café + água custou mais do que a comida. Lembrete interno: da próxima vez não pedir mais nada além do prato.

Só pra encerrar, o rapaz que ficou causando conseguiu finalmente se entender com o chef que o serviu do jeito que deveria e entregou o prato para ele, pronto, quente e com o molho escolhido, com cerca de 837465849 ingredientes.

Ao receber o prato de massa, em bom português o rapaz ainda perguntou:

– E não vem com hambúrguer?

Desisti de dar o cartão do meu marido pra ele. Gente assim nem paga a consulta do psiquiatra.

Canal de filmes do YouTube

Muito legal. Conheci hoje pelo Twitter. Retuitei um post do @leonardodeleon , que definiu o novo canal como ‘A pá de cal na locadoras! Youtube Movies http://www.youtube.com/movies

Clicando em All Categories você vê os fimes por categorias.

Caçando água

Chega de secura. Vou pra praia amanhã cedo. Tudo bem que a água é salgada, mas é água, tá bom pra mim. Sem contar que em Barra do Una tem o rio no cantinho do mar. Terra, planeta água. #GuilhermeArantesFeelings

A arte cômica e comestível de Terry Border

Sempre recebo emails coletivos do Mario Guthmann. Devo estar numa lista muito ativa que envia coisas legais e diferentes por esta mídia. Esta semana encontrei uma série de imagens do criador e fotógrafo Terry Border chamada “Bent Objects”. Como você vai ver no slideshow abaixo, ele pega alimentos e objetos do cotidiano e, adicionando arame, detalhes e muita criatividade, cria personagens e cenas engraçadíssimas. Ele é um animador no sentido mais profundo, ele dá anima, alma, a objetos inanimados, ou seja, sem alma.

http://www.flickr.com/apps/slideshow/show.swf?v=71649

Fui procurar na rede e achei uma entrevista em vídeo, com Terry, no estúdio em sua casa. Achei que complementou bem as imagens.
Espero que você goste.
Obrigada, Mario

UPdate – Acabei de saber que o artista esteve recentemente no Brasil para uma campanha de um smartphone.

Meu pitaco no caso Reipert x Mion

Eu trabalho no R7. Eu fico na redação, junto com todo mundo. Eu estou lá dentro com a galera. Eu acompanhei de dentro o mal-estar que rolou no Twitter entre Marcos Mion e Fabíola Reipert.

Quando Mion chegou na Record, ele chegou atropelando. Veio com a segurança de quem tem fãs declaradas. As bloguettes amam o Mion e, se ele se jogar pra galera, elas o sustentarão. No chão ele não cai. Ele é ídolo pra muita gente.

Fabíola não é artista, mas jornalista. Não tem fãs, mas tem milhões de leitores. São leitores que consomem suas notas há anos. Era assim em outros lugares onde ela trabalhou, é assim agora que ela trabalha no R7. Isso é um fato. Os números não mentem. O blog dela ou está em primeiro lugar ou está em segundo e quando está em segundo é porque o Faro (gatinho!) está em primeiro. E olha que o Faro é um astro da Record e tem milhões de fãs ardorosas. Competindo com um blog de fofocas que não está na TV. A Fabíola é um sucesso editorial. As pessoas amam fofocas de artistas, todas as pessoas, você, eu e o Brasil.

Pois quando Mion chegou à Record, ele chegou desafiando Fabíola. Tinha certeza que ele seria o primeiro lugar de audiência. Mesmo em tom de brincadeira, a briga era real. Ele queria o primeiro lugar. Queria e ainda quer. Tanto é que até em seu post ele próprio diz que queria metade dos pageviews dela.

Como colunista de TV, Fabíola faz o seu papel. Comentou que o programa Legendários deu baixa audiência. O que ela tem pra falar ela fala no blog. Mion não gostou e falou dela no Twitter. Falou de uma forma pessoal, questionando sua credibilidade.

Fabíola postou : “Legendários tem a pior audiência desde a estreia”.”Na Record, há um sinal amarelo para o Legendários”

Mion respondeu no Twitter: “E mais uma vez a ‘jornalista’ com maior credibilidade do país, @freipert manda outra bola fora! Aliás, ela é piada interna na Record por isto mesmo”.

E Fabíola tweetou: “@Mionzera que eu saiba os números do Ibope não mentem e quem é motivo de piada na Record é o Legendários…”

Bastou. Como você sabe, tubarão cheira sangue de longe. Veio gente de todo lado com lanchinho para assistir a briga. Imagine, uma blogueira do R7 e um astro da Record discutindo publicamente. É equivalente ao bolo de oio da cidade de São Paulo, bastou servir pro povo guloso avançar.

Quem tem energia interior, quem tem opinião, sustentou posição. Uns do lado dele, outros do lado dela. Eu achei que Mion errou. Fabíola fez a parte dela, postou no seu espaço público, o blog. Falou do programa e não dele. Já Mion partiu pra ofender o bem mais precioso de um jornalista, sua credibilidade. Achei errado. Quase todo mundo achou. Excetuando-se os fãs  que defendem seu ídolo com paixão incondicional, como mães fazem com filhos.

Mion, mesmo errando ,é astuto e tem um staff que o apoia  e orienta. Alguém teve a sacada do momento de trégua. E assim, a produção do Legendários, em nome do Marcos Mion, mandou um GoGoBoy fazer um striptease na redação na tarde de ontem.

O vídeo que a Amanda Brum fez você viu aqui no blog. Mion também postou em seu blog nesta 4a. feira, com vídeo. E, de novo, deu um piparote na moça: disse que para dar um presente você faz uma pesquisa pra saber o que a pessoa precisa…

De qualquer forma, ainda que uma forma torta, Mion ofereceu a bandeira sexy da trégua e Fabíola aceitou. No blog dela, Fabíola fez uma insinuação sobre o fato dele ou alguém ter o telefone do GoGoBoy. Achei o argumento falho. Toda produção boa arruma o telefone de todo mundo. Não existe uma produção de TV que não consiga achar um GoGoBoy. O legal é ter a ideia. Achar o telefone é fácil, taí o Google que não me deixa mentir.Mas o importante é que os dois se entenderam e ninguém tem nada mais a ver com isso.

Criar teorias conspiratórias agora, dizer que foi (ai, SEnhor, eu ODEIO esse clichê) ‘jogada de marketing’, é tolice. A briga foi real, o que teve toques de intenção diplomática foi a trégua.

De qualquer forma, estou fora da história. Sou uma observadora. E vi tudo. Vi o momento da discussão no Twitter, vi os posts, vi o stripper, vi a repercussão. Tudo. Quem viu pode falar, quem não viu não deveria fingir que sabe só pra alfinetar seus desafetos, tanto faz o lado. Mas tem gente que é assim, primeiro é contra a PESSOA e depois, ela acha um argumento.

Uma coisa eu sei, independente do que eu penso sobre este fato em específico, no geral eu tenho muito, mas muito mais admiração por quem tem coragem de brigar do que pelos que ficam só assistindo a briga alheia. Pra bater e apanhar em público tem que ter peito. Eu gosto de gente de brio, que vai lá e faz, responde, fala, ri, brinca, briga, fica de bem, pede, exige, oferece, aceita. A vida é feita por essas pessoas, que vão à luta. Fabíola e Mion são dois exemplos disso. Por isso, têm meu voto. Os dois.

Pros romanos que só querem sangue, a masmorra.
Detesto

Quando estou mal comigo

Ser feliz é quase uma obrigação social, uma espécie de regra básica de etiqueta. Pelo menos pra mim.

Quando estou bem comigo, em todos os sentidos, eu sou gentil, atenciosa, compreensiva e tolerante. Sou como a Lilly, minha cachorrinha, uma das criaturas mais doces e graciosas que já vi. Quando estamos felizes todo mundo fica feliz a nossa volta.

O problema é quando eu não estou bem, o que tem acontecido com uma certa frequência. Aí eu ligo o modo crítico e implico com um monte de gente. E aqui, uma ressalva: não é que eu não tenha razão, até posso ter. O caso é que eu não tenho direito de dar palpite onde não fui chamada nem de interferir numa vida que não é nem minha.

Além do que, começo a acreditar que implicar com os outros, além de ser um vício ruim que mata muito mais depressa o crítico do que o criticado, é uma burrice. Burrice. A vida se encarrega de dar a lição que cabe a cada um e, se a vida estiver ocupada demais pra fazer isso, as pessoas o farão. No fundo as coisas se ajeitam sozinhas, se nivelam.

Sei que é mais fácil falar do que colocar isso em prática, mas conhecer a teoria já é um passo.

Por isso mesmo estou tentando repetir o mantra que criei pra mim: deleta, releva, desapega, aceita.

Se a pessoa é patologicamente vaidosa e não quer assumir, se quer fazer tipo, se mente, se engana, se tenta se impor sobre os outros, se a outra usa seu poder, se o outro só quer aparecer, o que eu tenho com isso?

Estamos todos no mesmo barco.
Por isso, como diz o Adnet, segue sua nau.

E, just in case, não esqueça o colete salva-vidas, o sinalizador e o repelente anti-tubarão.

Viver não é fácil não.

Carica

Dizem que mulher nunca gosta de caricatura, mas eu amei a minha! Acabei de ganhar de presente do Sérgio Valente (@sergio_valente). Eu vi a caricatura simpática e sorridente dele no avatar do Twitter e perguntei quem tinha feito. Ele respondeu que foi o Pietro, ilustrador e diretor de arte da DM9DDB. E eis que… veio o presente. 🙂

Abaixo, a conversa que gerou a caricatura.

Quem liga que o nariz tá grande, eu tô magrinha e isso é que importa! ahahah E com o iPad na mão e iPhone na orelha. Oi, Jobs, sou sua fã!

Encontro social

Terça-feira que vem eu vou pra Porto Alegre. Participo do Social Media Day, vou jantar no melhor restaurante tailandês da cidade (oba!), durmo em POA e volto na 4a feira cedinho. Espero conhecer alguns queridos leitores locais. Fica a dica…

Leia a matéria completa.

1 milhão de amigos contra o preconceito

Cintia Reinaux viu um post no blog hoje vou assim que falava sobre o @thiagovhiver, a campanha #1milhaosempreconceito.
Thiago é soropositivo desde 2001, tem 23 anos e quer ganhar um milhão de amigos e visibilidade para chamar atenção sobre a causa. O objetivo é vencer a barreira do preconceito que ainda existe.

http://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=13891068&server=vimeo.com&show_title=1&show_byline=1&show_portrait=1&color=&fullscreen=1&autoplay=0&loop=0

@thiagovhiver from #1milhaosempreconceito on Vimeo.

Heróico

Essa imagem em ‘gif’, publicada neste site é uma redução

do incrível vídeo de fevereiro deste ano, mostrado na íntegra por câmeras de segurança.

Depois o herói foi entrevistado, com direito a música triste de fundo e tudo mais. 🙂

Pra quem está meio ‘fora de sync’ como eu, eis um belo exemplo de ‘timing’ perfeito.

Sonsa Abrão

OK, o vídeo foi postado em abril, não é novo. Mas é tão engraçado… Dani Calabresa está ótima no papel de Sonsa Abrão. 🙂