Agenda

Fui pra cama tarde, acordei cedo, quase não dormi.
Fui ao Pilates. Fui ao banco. Saquei dinheiro para as compras. Dei as orientações para minha funcionária. Fiz vários pagamentos. Organizei documentos da minha empresa. Enviei um prêmio pelo correio.Respondi emails. Criei alguns textos para o trabalho. Atualizei o blog. Carreguei os celulares. Imprimi documentos para minha filha. Preparei a marmita. Tudo entre 9:00 e 12:00 horas. Depois tomei banho, me arrumei, me perfumei.

Agora vou ficar oito horas na minha mesa, trabalhando, com todo gás.

E acompanhando o julgamento dos Nardoni pelo R7.
Eu não consigo parar de pensar. Ela foi jogada com vida pela janela.

PS – Ednucci, você deve ter percebido que eu troquei de teclado e não estou conseguindo digitar…

Anúncios

Cadê o post?

Vim para o R7 de manhã, depois de trabalhar cedo em casa.  Cheguei e fui para uma reunião. Antes que a reunião começasse, aproveitei o silêncio e a solidão da sala para fazer uma lista de temas que vou gravar amanhã no Rosana Indica.

Os participantes chegaram e tivemos uma reunião muito produtiva.

Voltei para minha estação de trabalho, resolvi algumas pendências, respondi emails e fui para uma reunião na FAAP. Amanhã é meu primeiro dia como professora do curso de Roteiro de TV. Fiz a reunião, encontrei meus amigos e almocei. No almoço meu contador ligou dizendo que eu teria que imprimir, assinar e reconhecer firma de um documento urgente, para hoje.

Saí correndo ,fui para casa, imprimi o papel, assinei-o e deixei-o na portaria do prédio. E voltei correndo para o R7.  Agora tenho outra reunião, que vai começar em instantes. E, em seguida, uma outra reunião com uma produção de TV.

Enfim, está uma correria louca. Mas os comentários já estão aprovados.

Em frente!

Aviso aos navegantes

RADIO
A entrevista que dei para a rádio Transamérica FM foi gravada. Deve ir ao ar na próxima 5a. feira. Vou postar o link para acompanhar o programa TiTiTi pela rede. E, desde já, muito obrigada pela calorosa recepção de TODOS na rádio. Fiquei muito feliz.

SAÚDE
Tenho cuidado bem da saúde da família. Sabe aquele período em que a gente marca muitas consultas porque cada um está com um problema? Estou nessa fase. E, pensando nisso, acho que tenho que marcar exames para mim também. Mãe tem essa mania, de cuidar dos filhos e esquecer de si.Por falar nisso, fui à farmácia Buenos Aires para mandar fazer a receita do meu filho e… acabou a energia. Pensei que fosse outro apagão. Mas voltou em seguida. Ufa.

TWITTER
(Se você não gosta o assunto, pule para a próxima nota, ok? Caso contrário, siga em frente) Se você colocou uma moldura pink no seu avatar e quer retirá-la, basta cobrir com esta, que é branca. Clique e pronto. Achei esta a tweetada mais bacana do apagão. Quem encontrou o post pra mim foi esta twitteira gentil. Ednucci também encontrou a mesma referência. Eu pedi pelo celular porque tinha perdido a autoria.

SKYPE
Vou participar de uma conferência do Skype em Londres, daqui a 20 dias. Que eu saiba, não precisa de visto. Pelo menos não precisava quando viajei para a Inglaterra. Mudou alguma coisa? Você sabe me dizer? De qualquer forma, o Skype está em festa. Li um post recentemente em que o pessoal comemorava 20 milhões de pessoas simultaneamente no Skype. É quase meia Argentina online usando o serviço.

BALÃO
Hoje à noite vou encontrar a turma que vai voar de balão, a convite da LG. Vamos para o Grande Hotel em Águas de São Pedro de ônibus, voamos logo cedinho. Depois eu vou encontrar a família na chácara. Estou ao mesmo tempo apreensiva e excitada com a ideia.Estou carregando a filmadora e, claro, vou tirar fotos de lá. Isso se eu não surtar de medo.

Quarta em notas

NOITE MAL DORMIDA
Nem preciso dizer que acordo com um rádio-relógio elétrico. Por causa do apagão tive que programar o celular para me despertar. Não vou entrar em detalhes, mas foi difícil pegar no sono com o calor e a paranoia que rolou em relação à escuridão e os perigos que a falta de energia acarreta numa cidade como São Paulo. O cansaço, porém, venceu e de manhã cedinho o celular mostrou a que veio.

MANHÃ
Pela milésima vez fiquei tentando negociar uma dieta com minha fome. Por favor, não subestime minha longa luta contra o peso. Eu sei o que é para fazer, eu só não consigo botar em prática quando estou com vontade de comer um pãozinho quente. Comi metade. Depois, mais metade da metade. E fui para um compromisso logo cedo. O sentimento do dia? Déficit de 25% de um pãozinho.

TRABALHO
Voltei pra casa. Não tem banda larga desde ontem. Tive que responder alguns emails e aprovar comentários em dial-up. Tristeza. Minha casa virou uma confusão, mas não tem nada com Itaipu. Meu apagão é a querida Lilly. Lilly fez 3 meses e é terrível. Terrível.Linda,fofa, sou apaixonada por ela. Filhote, você sabe, come tudo. Chinelos, sapatos, meias. Ela revira o lixo, puxa papel higiênico pela casa, morde o sofá, faz xixi no tapete. Por sorte ainda não comeu as cortinas. Eu tinha uma casa, uma sala. Não tenho mais. E continuo adorando a bichinha. Saí de casa e vim para o trabalho.

ALMOÇO
Aqui é agitado e gostoso, cheio de coisas para fazer. Sinto-me útil, faço parte deste todo. É muito bom. Tão envolvente que vou deixando o almoço para duas, três da tarde. Quando não dá mais pra aguentar a fome, vou lá e esquento minha marmita. Hoje, tive um pequeno contratempo na mesa. Fui sozinha. Esquentei a comida e sentei numa das muitas mesas vazias. Eu era a única numa mesa dupla de oito lugares. Como eu disse, o restaurante estava vazio. Eis que umas pessoas começaram a sentar-se à mesa ao lado. E na minha frente. E ao lado. E, quando eu vi, eram sete pessoas me acotovelando. Agora eu pergunto: por qué? Por que as pessoas gostam de aglomeração? Tantas mesas vazias e as pessoas incomodam quem está sozinho? Sempre me pergunto isso na praia. São 3 quilômetros de areia. Mas basta você montar sua barraquinha num lugar e todo mundo tem que ficar em cima de você. Com tanto lugar, por quê? Eu realmente  não entendo esse desejo de ficar em bandos. Acho que sou uma eremita. Pelo menos rima com marmita.

NOVIDADES
Estou perdida nos meus emails. Acho que nunca mais vou conseguir zerar minha caixa postal. Tenho 348 emails pra responder. É muita gente me solicitando, eu não consigo atender. E, claro, tem o email de trabalho, que é outro. E mais o msn. E o twitter. E o gtalk. E o celular. E o telefone. A parte boa é que eu sei de muitas novidades. Gostoso. Por falar em novidades, ontem fui à noite de autógrafos da Lygia, daqui do R7. Encontrei vários amigos na livraria. E, falando em amigos, acabei de tomar um café com a Fabíola Reipert.

NOITE
São mais de oito da noite. Ainda estou aqui no trabalho. Quando eu chegar em casa vou ver se tem virtua ou não. Se não tiver nem vou tentar ligar o dial-up. Acho que vou tirar folga do teclado. Meus olhos já estão embaralhados. Então, por tudo, muito obrigada. Vai que este é  o ultimo post do dia, né?

Terça em notas

PILATES
Faço Pilates há mais de 7 anos e, neste período, deve ter ouvido variações da piadinha Pilates=Pilatos o quê?, umas… mil vezes? No começo eu explicava, sorria, fingia que achava graça. À medida que o Pilates foi me ajudando a melhorar inclusive no quesito personalidade,parei de tentar agradar. Quando acontece (e continua acontecendo), finjo que não ouvi, no meu melhor estilo ‘velha surda da Praça é Nossa’. Hoje eu fui para o Pilates, a aula foi ótima. Ninguém me perguntou se era aula de Pôncio Pilatos. E eu pude voltar cantarolando ‘ó querida, ó querida, ó queriiiiida Clementina’. Ah, para quem quer saber. Faço aulas aqui.

NEIDE
Neide é minha colega de Pilatas às 3as. feiras. Ela é chique, culta, bonita, o máximo. Uma inspiração. Totalmente européia e elegante. Vive num mundo de arte e cultura, mas exala simplicidade. Inteligente, lê tudo, sabe de tudo. Exceto o mundo pop da televisão. Neide não tem televisão em casa. E, com a maior simplicidade do mundo, com a segurança que só algumas mulheres maduras conseguem ter, explicou: ‘minha última televisão foi embora quando meu último filho saiu de casa’.

ROUPA
Já confessei antes. Não compro roupa nova quando estou gorda. Estou gorda. E tive que comprar um vestido novo. É curto, não deve ser adequado para mim. A moça da loja, que ganha comissão disse que estava bom. Fiquei desconfiada. Porém, minha filha disse que estava OK. Pronto, comprei. E fui com ele ao evento de hoje. Resultado: eu era a única arrumada, de vestido e salto. Me senti um peixe de bicicleta. E senti um olhar de reprovação de uma garota do evento pesando sobre minhas pernas. Acontece. Tem dias que a gente faz tudo errado mesmo. Ou não.

DASLU
O evento da HP era na Daslu. A palavra Daslu evoca sentimentos em muita gente. Coisas como.. ‘Hum…Daslu!’, ou ‘Daslu?Que horro!’. Enfim, Daslu sempre faz alguém reagir. Fui lá. O almoço foi ótimo, estava lotado. Não consegui conectar o wifi, mas vi um trecho de um show em 3D, experimentei um netbook novo, dei uns palpites e vi as apresentações. E, na saída, o manobrista chefe disse pra mim: a saída é pela Louis Vuitton. Nunca antes na história desse país um manobrista me disse isso.

CARPACCIO
Adoro fazer isso, almoçar só entrada. Comi um carpaccio acompanhado de salada e torradas. Não deu tempo de comer as torradas. E eu não tinha concentração pra comer a salada. Comi só a carne, bebi água e tomei um café. E, depois de um diálogo com meu vizinho de mesa (a perna é minha), fiquei me perguntando: sério que nenhum notebook tem aquele pequeno relevo na tecla ‘h‘ (é Jota? Obrigada Raquel! F também? Valeu Foresti.), que identifica a posição correta das mãos no teclado? Engraçado…este teclado onde estou também não tem.

BRINCOS
Finalmente consegui remontar o par de brincos. @danilogordo levou o outro. Fazendo recap: perdi um brinco num almoço da Nokia e ele o encontrou. Obrigada, Danilo!

NOITE DE AUTÓGRAFOS
Hoje tem noite de autógrafos da Lygia, aqui do R7, na livraria Saraiva do Shopping Pátio Higienópolis. Claro que eu vou. E com a mesma roupa do almoço. É dia do rodízio do meu carro, portanto, vou pra casa, paro o carro, deixo a bolsa em casa e atravesso a rua para ir.  Olha só, quem diria, eu a velhinha das explicações…

FRASE
Recebemos um elogio de uma pessoa, que nos fez rir e meditar. Ela disse que o R7 é o melhor jornal de notícias da TV Brasileira. Faz a gente pensar.