Festival de Jazz

Faz calor em Tel Aviv. Hoje a máxima foi 34 graus. Caminhamos mais de 20 mil passos, bem mais de 10km. Fomos do hotel até a parte velha de Jaffa. Quando eu digo velha, eu me refiro a 3000 anos antes de Cristo. Conhecemos o mercado e os restaurantes do antigo porto,

Fizemos algumas paradas no caminho de volta para um revigorante suco de grapefruit vermelha, uma delícia pro meu paladar. E depois fomos tomar sol na praia. Almoçamos num restaurante orgânico e vimos todas a lojas fechando para o Shabat. Começa hoje, acaba amanhã e corresponde ao final de semana, porque domingo é dia normal e tudo abre em Israel.

Quando o apito da exaustão tocou, voltamos para o hotel e descansamos um pouco. E encerramos a noite com um maravilhoso show de uma banda competentíssima no Festival de Jazz de Tel Aviv. Lugar lindo, gente educada, fina, elegante e sincera e musica de primeira. O quarteto de Gary Bartz Encerramos o programa com bagel, quiche e outros quitutes. E é genial. O pianista não existe, inacreditavel o que ele toca. Antes de voltar pro hotel Shalom (onde estou agora) ainda demos uma volta pelo parque. Tuo é seguro, não existe medo de assalto nem nada.

Amanhã vamos a Haifa, de carro. Foi um dia tranqulo e cheio de atividades. Bom estar aqui.

Bom dia, Tel Aviv!

Tel Aviv e uma cidade de praia, simples, bonita, simpatica e com muitas opções para atividades.

Ontem, exaustoa da viagem (especialmente a parte de Roma para Tel Aviv, que atrasou uma hora e memia porque Chipre restringiu o espaço aéreo para 3 aeronaves por hora. Ficamos quase 2 horas dentro do avião esperando para decolar, bem chato).

Com 6 horas de fuso, o atraso e tudo mais, chegamos aqui que éramos só o pó. Mesmo assim, depois de fazer check in nosso hotel totalflex, fomos passear no porto de Tel Aviv, com imensos calçadões, decks, lojas, restaurantes, cicolovias. Tem até balança gratuita na rua pra quem quiser se pesar. Cidade jovem e atletica.

Sem querer, achei um mercado central e subi para o restaurante e, por puro serendipity, comemos num dos lugares mais sofisticados, que demora para conseguir reserva, tudo na hora, pura sorte. Foi muito legal. Tentamos sair depois, mas desmaiamos.

Cinco da manhã estávamos acordando. Café incrível, daqueles que tem frutas secas, pães integrais, frutas e salmão e agora vamos caminhar. Depois, praia!

Viva Tel Aviv!

Viagem – Israel – Turquia

Daqui a pouco começa a jornada até Israel. De la vamos para Istambul encontrar nosssa filha, Anita, que está morando em Jerusalém.

Embarcamos agora pra Roma, de Roma para Tel Aviv, depois de uma semana vamos pra Turquia.

Tweets recentes

http://widgets.twimg.com/j/2/widget.js//
E apra ver todas as fotos, clique aqui, no statigr.am

Não sei como será a conexão, mas sempre que tiver wifi estarei aqui.

beijos e até já!

CVV promove debate sobre prevenção do suicídio na Virada Sustentável 2013

Recebi o release da Gisele e estou divulgando-o. Eis um assunto que precisa ser discutido.

 

Sustentabilidade da própria vida, no dia 8 de junho no Parque da Água Branca, tenta chamar a atenção da sociedade e quebrar tabus

 

O CVV, entidade que atua gratuitamente há 51 anos na prevenção do suicídio, promoverá no dia 8 de junho um debate com o tema “Sustentabilidade da própria vida – a prevenção do suicídio no foco do ser humano”, como parte da programação da Virada Sustentável 2013.

 

Com entrada franca, o debate será realizado por quatro profissionais de diferentes formações, visões e percepções, o que permite um ambiente bastante enriquecedor. A participação da plateia, com perguntas, depoimentos e comentários, deverá ampliar a discussão. Os nomes dos debatedores será confirmado em breve.

 

O suicídio no Brasil

No Brasil, 25 pessoas morrem vítimas de suicídio por dia e ao menos outras 50 tentam tirar a própria vida. De todos os casos, mais de 90% poderiam ser evitados. Segundo pesquisa da Unicamp, 17% dos brasileiros pensaram seriamente em cometer suicídio no decorrer de suas vidas.

 

Apesar da seriedade do assunto, o suicídio ainda é um tabu na sociedade brasileira o que dificulta a sua prevenção. O CVV acredita que uma forma importante de se evitar novos casos é conversar sobre o assunto para derrubar mitos e quebrar tabus.

 

Sustentabilidade da própria vida – a prevenção do suicídio no foco do ser humano

Data: 8 de junho, das 15h às 17h

Local: Parque da Água Branca – auditório da administração

Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca – São Paulo

 

Sobre o CVV

O CVV – Centro de Valorização da Vida, fundado em São Paulo em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de um milhão de atendimentos anuais são realizados por 2.200 voluntários em 18 estados mais o Distrito Federal, pelo telefone 141 (24 horas), pessoalmente (nos 72 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br via chat, VoIP (Skype) e e-mail.

É associado ao Befrienders Worldwide (www.befrienders.org), entidade que congrega as instituições congêneres de todo o mundo e foi reconhecido pelo Ministério da Saúde como a melhor iniciativa não governamental de prevenção ao suicídio no Brasil.

Possui membro na Rede Mundial de Suicidólogos (www.redmundialsuicidiologos.org), entidade sem fins lucrativos com representes de 42 países.

Casa das Estrelas, o dicionário definido por crianças que está encantando o mundo

O livro se chama “Casa de las estrellas, el universo contado por los niños”, do colombiano Javier Naranjo. Foi lançado em 1999 como um dicionário com 500 definições de crianças para 133 palavras,  e relançado com grande sucesso na Feira Internacional do Livro em Bogotá, que aconteceu em abril deste ano.

O site Universia fez uma entrevista com o autor e diz que o livro deverá ser lançado em português, no Brasil, muito em breve. Lá você também encontra um pdf gratuito para download com algumas definições originais.

A repercussão do livro nas redes sociais é imensa. Muitas menções no Twitter,  muitos posts em blogs, muitas imagens com as frases no Facebook.

Ao que tudo indica será o novo boom literário da estação. Acho bom, é muito bonito, poético e faz a gente refletir.  

Javier Naranjo, autor colombiano

Aqui, destaque para quatro frases de crianças.

 Já tem programa de TV pedindo pros pais enviarem frases e definições de crianças para a próxima edição.

E, antes de terminar, duas coisas: me lembrei da coleção que Pedro Bloch fazia de frases  e perguntas de crianças (Criança diz cada uma)  e o excelente livro ‘Palavras ao vento’, dicionário sensível de Adriana Falcão. Recomendo demais.

Update – trabalhei num projeto de TV , há MUITOS anos, para o Maurício Sherman, na extinta TV Manchete,  com uma versão brasileira de um programa americano que era baseado em definições de palavras do mundo adulto feitas por crianças, o Child’s Play.  Na verdade era um desafio de comunicação. Cada adulto tinha que definir uma palavra para que um grupo de crianças acertasse, depois invertia, as crianças é que definiam a palavra para o adulto adivinhar. Se não me falha a memória o programa era  apresentado pelo Jonas Bloch.

Não sei como ninguém copiou esse formato, é muito bom. http://www.youtube-nocookie.com/embed/6tuF0fNrLJs?list=UUnY16JCRXVI24ON2In_ckPw” target=”_blank”>Veja um episódio completo na versão australiana. 

A lua, a terra, o sol, num modelo incrível do espaço.

CENA 01
INT. MINHA CASA. DIA.

Entro no Once a Fire, tumblr da @claraaberbuck e vejo este gif animado desconcertante.

O sol, viajando pelo espaço na Via Láctea, arrastando o sistema solar com ele.

Não, não é um espermatozóide correndo pra fecundar um óvulo, é o sol, em sua trajetória pelo espaço, arrastando todos os planetas do sistema solar com ele, inclusive a Terra, 3o planeta de quem vem da estrela quente.

É meio chocante, porque a gente nunca pensa no sol assim, indo pra algum lugar.  Vale a pena ver os comentários do string no Reddit.

É que a gente sempre pensa no sistema solar com um sol PARADO, como neste modelo.

 

Só que não. Tem nada parado, não, moço. Tá tudo em órbita, tudo girando, tudo no espaço, tudo em movimento.

 

CENA 02 

INT. ONCE A FIRE. DIA.

Cliquei na referência do tumblr DiveneIrony, que me levou pro We are Star Stuff, que tem um lindo gif animado do @richarddawkins com sua igualmente linda frase “Science is the poetry of reality”.

CENA 03
INT. CABEÇA DO RICHARD DAWKINS. NOITE.

Não sei se você está ciente, mas o Richard Dawkins é um biólogo evolucionista, o cara que CRIOU o termo ‘meme’ no livro The Selfish Gene, de 1976. Eu li o livro. É muito interessante.  Richard Dawkins não apenas está vivo como está no twitter: @richardawkins .

CENA 04

INT. MINHA CASA. DIA

Aproveito o momento para ver este vídeo sensacional, legendado em português, com frases de cientistas, inclusive a do Richard Dawkins.

http://www.youtube-nocookie.com/v/9Cd36WJ79z4?version=3&hl=pt_BR

CENA 05
INT. MINHA CABEÇA. DIA

Vi tudo isso e fiquei pensando: será que todo mundo sabe o que é um dia? Uma semana, um mês, um ano? Eu sei que tem gente que não sabe nem quantos dias tem um ano, mas pra muita gente um dia é só um tempo entre a hora que ela acorda numa manhã e na manhã seguinte. Uma aluna minha não sabia dizer a que correspondia, astronomicamente, o período de um ano.

Pra isso temos gifs animados, vídeos. Além de desenhar a explicação a gente ainda pode guardar a imagem em movimento pra entender. Saí caçando. Comecei com ..um dia. O que é um dia?

CENA 06
INT. INTERNET. DIA

Você sabe o que é um dia. Sabe? Olha, é bem mais complicado que parece. Tem o dia sideral, o dia solar, o dia oficial. Espia o verbete da Wikipedia pra ver a complexidade da coisa.

VAmos por partes.

A lua gira em torno do seu eixo E gira em torno da Terra, que também gira em torno do seu eixo e está numa órbita elíptica em torno do sol.

Veja o vídeo da Lua em volta da Terra:

http://www.youtube-nocookie.com/v/exIpL0Uhr_k?hl=pt_BR&version=3

E o conjunto dos três. Mas, lembre, esse é um modelo, com o sol PARADINHO, só pra gente entender passo a passo. Nem os outros planetas do sistema solar estão neste modelo.

http://www.youtube-nocookie.com/v/W47Wa7onrIQ?version=3&hl=pt_BR

Assim, a Terra gira em torno do seu eixo a cada 24 horas (aproximando), um dia. E completa uma volta em torno do sol a cada 365 dias (um ano, aproximadamente). Mas o sol também está em trajetória, o que vemos neste outro modelo.

http://www.youtube-nocookie.com/v/lkWyM-M8o0c?hl=pt_BR&version=3

E a semana? Bom, a semana não é exatamente um acontecimento astronômico, mas humano.
Eu não sabia mas a palavra semana vem do latim septimana, que significava sete manhãs.
Gente, sete manhãs, septi manas.
Mas, sim, sim, as fases da lua. Um mês, quatro fases da lua, sim, tem a ver nesse sentido.

E, pra finalizar e abrir a mente de uma vez, o vídeo que deu origem ao gif animado onde o post começou.

Senhoras e senhores, bem-vindos ao vórtex!

http://www.youtube-nocookie.com/v/0jHsq36_NTU?version=3&hl=pt_BR

Se gostou, tem mais um
http://www.youtube.com/watch?annotation_id=annotation_66575&feature=iv&src_vid=0jHsq36_NTU&v=C4V-ooITrws

__________

Leia mais:
1. Visite também nossa cozinha, digo, a cozinha da Clara Averbuck.