Inveja

Acabei de ver um filme com Ben Stiller, chamado Envy, Inveja. A inveja é uma m. O filme também é, ou melhor não é, mas é baseado nela. O chato é que o carinha da locadora disse que era uma comédia muito engraçada. é uma comédia diferente mas não é engraçada, a menos que esquisito seja um novo tipo de humor. Como passatempo vale. O tempo passou mesmo.

Anúncios

TAM

Não quero ofender ninguém mas eu detestei esta nova campanha da TAM. Detestei a trilha, que me parece tétrica e assustadora, detestei a assinatura, detestei o fato do cara sair voando pela janela, tudo. Aliás não estou sozinha nisso. Muita gente detestou o comercial, as capinhas vermelhas que, como aprendemos em Os Incríveis,já mataram muitos superheróis. Uma bola fora, na minha opinião.

Subiu

Acabo de tomar uma saraivada de sexo hard core na minha tela. É que eu não tinha habilitado o filtro porn do meu google images e saí buscando ‘sex in the limousine’, para ilustrar a notícia. Também consultei o IMDB em busca de filmes sobre o tema. Nenhuma ilustração mas há vários filmes sim. Tanto esforço só para comentar a notícia ‘Sexo em limusine levanta ibope de “América”‘. A novela subiu 4 pontos devido a uma cena em que o persongem de Débora Seccoh contraria o sobrenome ao agarrar-se com o personagem de Murilo Benício dentro de uma limusine. Acho que é um fetiche comum nos EEUU pois há vários links sobre o tema. Aqui no Brasil o fetiche mais comum é transar com uma contorcionista dentro do porta-luvas…

Mulheres francesas

Adorável o post ‘Madame Freire vai jantar’ do Ricardo Freire, do blog Viaje na Viagem linkado no primeiro elogio. Confesso que me senti muito tentada a comprar o livro Mulheres Francesas não Engordam quando vi o exemplar na Livraria la Selva do aeroporto de Cumbica. Mas ao folhear o livro achei que era cheio de receitas e desisti.

Agora, lendo o blog de Madame Freire (leia e vc entenderá porque uso este nome) vejo que o livro é mais do que isso. Mas além de comer pouco e por prazer, de não assistir televisão, acho que as mulhere francesas também fazem outras coisas que colaboram para que não engordem, como transar muito, caminhar muito e, infelizmente, fumar muito.

Sempre admirei a elegância das francesas que possuem poucos (e bons) pares de sapato. Sempre desconfiei dessa síndrome de Imelda Marcos que assola nosso país (e a todas nós).Mas se o conjunto de atitudes francesas ajudarem a ficar magra, então, vou começar já. Suspenderei as bolachas e pedirei meia duzia de escargots petit-gris e uma porção de petit-pois.

).( ou ) . (

Essa calculadora é o máximo. Você toma um susto e depois, toma consciência. Acabei de descobri que corri 40 minutos e nem queimei o meu café da manhã. Quem mandou tomar café com croissant?

Update – por falar nisso, veja os oito fatores da obesidade infantil:

Peso ao nascer
Obesidade dos pais
Ver televisão por mais de 8 horas aos três anos
Dormir pouco – menos de 10,5 horas por noite aos três anos.
Tamanho no início da vida – medido entre oito e 18 meses
Ganho rápido de peso no primeiro ano de vida
Crescimento rápido até os dois anos de vida
Desenvolvimento de gordura corporal nos anos do período pré-escolar – antes da idade em que isso deve acontecer.