Nexo

A gente reclama mas a TV tem seus momentos de lógica, nexo e ensinamentos. Vi a Simony no programa do Tom dizendo que antes de encontrar o homem de sua vida ela teve muitos outros homens mas todos eles foram só ‘tapa-buracos’. Achei a colocação extremamente adequada, sensata e precisa. Cá estou eu a meditaire sobre isso, ô pá.

De fato

Li em algum lugar, provavelmente na coluna Zapping da Fabíola Reipert que a Astrid estava chorando, porque foi tirada do programa Melhor da Tarde sem saber de nada. Lembrei disso porque ela está na Hebe agora. Num giro pela TV percebi a total adequação dos convidados aos temas dos programas. De fato, Luiza Ambiel é uma pessoa credenciada para opinar sobre pedofilia e o caso Michael Jackson. Para os padrões do Gilbero Barros pelo menos deve ser. De fato, vou voltar para o David Letterman.

Le Creuset

Me dá arrepios ver os participantes do Big Brother mexendo nas panelas Le Creuset sem o menor respeito.

Estou com a TV ligada, sem áudio, porque estou assistindo a Lilian Vinte Kibes com o Feltrin no PC. Mas vi o rapaz que foi duas vezes para o paredão, que alguns jornalistas chamam de ‘intelectual’, lavando uma panela dessas e raspando uma sujeirinha com a unha.

Coisa fina mesmo para uma panela que custa 600 reais. Pense bem, ninguém tem só uma panela na cozinha. Duas panelas dessas, dá pra comprar um Ipod!!

 

Playlist

Corri 52 minutos e 52 segundos. Bom palpite para o jogo do bicho. 52 é Galo. Sou Galo no horóscopo chinês. E 2005 é o ano do Galo.

Correr à noite é muito gostoso. Temperatura amena, brisa suave, agenda livre. O problema é que neste horário o parque já fechou e só dá para correr por fora. O parque Buenos Aires tem algumas áreas muito escuras e não dá nem pra ver o chão. Com tantos cachorros no bairro e algumas pessoas mal-educadas o risco é grande, se é que você me entende.

Corri praticamente a lista inteira de músicas. Comecei com ‘Fuck it’
saindo de casa e acionei o cronômetro na porta do prédio.
Voltei com Kid Abelha cantando Lágrimas de chuva. Nesta hora eu já estava alongando no pilar do prédio.

Se um dia eu conseguir organizar minha vida, vou contratar os serviços da melhor empresa de assessoria esportiva pessoal, a One More.

Hora do banho.
Até a volta

 

Wifi

A capa do caderno de informática do estadão de hoje, o Link, traz uma matéria sobre as redes WiFi. Recebi a matéria completa há muitos anos, escrita e enviada por email pelo Tom Taborda, meu personal webguru. Acho que desta vez, a coisa pega. WiFi pra todo mundo. Hotspots em todo lugar.

Viciada em corrida

Quando eu fazia Física na USP, tinha uma amiga mais velha (sim, amiguinhos, existem pessoas mais velhas que eu!), a Marina, uma argentina simpaticíssima, viciada em corrida. Estou falando do final dos anos 70, é coisa velha mesmo. Nessa época ainda nem tinha acontecido o boom do jogging. Ninguém fazia piadas como ‘boom da corrida’ nem ‘estou com o cooper feito’, porque o método de Cooper ainda não existia. Marina era viciada em corrida. Corria muito, todo dia. Lembro do dia do casamento dela. Eu fui à Igreja e…só ela não chegava. Um atraso incrível. Os convidados começaram a ficar preocupados. E eis que Marina surge, de noiva, cabelos molhados presos com um lindo aro de flores brancas. Marina ficou tensa e…foi correr antes da cerimônia e atrasou-se.

Eu sempre quis correr como ela. Durante os anos 90, corri muito. Durante um tempo, eu conseguia 22 quilômetros, meia maratona. Mas em geral, eu corria entre 10 e 12. Agora, corro no máximo 7 ou 8 quilômetros. Mas a parte boa, já aconteceu. Viciei. Hoje, saí mais cedo e não pude correr. Fiquei inquieta o dia todo. Não via a hora de chegar este momento. Vou sair agora pra correr. É só o tempo de trocar as músicas do meu pequeno MuVo e vou.

Acredite, voltarei bem melhor. Pronta pra postar.

 

Observatório da Imprensa

Abobrinha é bom, mas de vez em quando é preciso comer alguma coisa mais substancial como uma proteína. Da mesma forma, por mais divertido que seja ler fofocas de celebridades ninguém cresce ou se fortablece comendo apenas esses baconzitos. O Observatório da Imprensa cumpre este papel, o de observar, analisar e discutir a mídia. Um bom exemplo de seriedade com conteúdo sem perder a ginga do humor crítico (ou da crítica com bossa) está neste artigo de Ligia Martins de Almeida, chamado Mídia e moda, uma nova linguagem .Recomendado está.

Enfim POP.

Já escrevi este post 4 vezes. Por diferentes razões, ele some. POP! E estoura como uma bolha de sabão. Mas eu insisto em dizer que enfim, consegui configurar meu gmail no Outlook. Fiz o email a convite do Pyra Labs no pré-lançamento e até hoje ele não havia sido promovido. Foi. Recebo todos os gmails pela conta pop no Outlook e também no site. Fica mais fácil de administrar esta confusão que é o correio eletrônico.

Garotas Superpoderosas

Esqueci que tinha uma reunião na Perdigão às 3 da tarde e vim com meu uniforme de mãe-de-santo, calça branca e blusinha branca de algodão, bordada. Ninguém quis almoçar comigo, talvez por isso, ou pelo menos, não me convidaram. Assim, fui até o restaurante natural aqui perto, à pé e sozinha. Mas sem dramas. Como costumamos dizer lá no Clube dos Autosufientes, estar sozinha é sempre estar em boa companhia…

Entrei, me servi do buffet, que apesar de estar no fim estava ótimo, comi a sobremesa e parti para o pagamento.

Ao chegar no caixa, uma simpática garota que estava almoçando no mesmo recinto, disse:

– “Parabéns pelo seu blog!”

Na verdade, eram três garotas superpoderosas, publicitárias, colegas e vizinhas. Patrícia é bonita e gentil e, sim, vem sempre aqui. Fiz meu marketing rapidinho e passei o endereço da entrada de serviço para as outras duas novas amigas. Não consegui sorrir muito porque restaurante natural tem muita folha e eu já acho ruim o suficiente ter dentes amarelados, quanto mais, verdes. Apesar da vergonha da roupa, foi um prazer conhecê-las.

Patrícia, obrigada. E bom trabalho pra você.

PS – As garotas superpoderosas seriam a versão pop de Lalá Lelé e Lili? Alias, sabe como elas se chamam originalmente?
Passe o mouse aqui: April, May e June, ou seja, Abril, Maio e Junho!

 

 

Tecno Magia – I trip

Sei que vou encher o saco a partir de agora mas parece que é geral: todo usuário de Mac passa a ser um evangelizador da marca. Aliás, a Apple não é uma marca é uma seita de estética, filosofia e tecnologia contemporâneos.

A Feiticeira, se usasse, diria que não é feitiçaria é tecnologia mas eu achei mágico o que vi ontem, o uso do Itrip.
Não acreditei e fiquei testanto em todo lugar. Você compra um dispotivoadaptável à cabeça do Ipod, (um transmissor) instala o software e pronto, tem sua FM. Usando ondas de rádio você escolhe uma sintonia ainda não usada no seu dial, digamos 96.5 e transmite as suas músicas para lá. E ouve o seu playlist no rádio. No rádio do carro, da sala, do trabalho, onde quiser. É muito louco. Ter sua propria FM. E como tem um outro software e hardware para você gravar sua voz no Ipod, você pode,literalmente, botar sua FM no ar! Pra brincar, é genial!! E no carro, para viajar com o nome sugere, Itrip, é o máximo.

Mobisódios

A palavra já foi traduzida de Mobisodes (mobile phone episodes) para mobisódios. A Vodafone já oferece episódios de um minutos para celular com tecnologia 3G, com video. A série 24 hrs já tem versão em mobisódios (Leia no Magnet, em português .

Eu adoraria, por exemplo, ver os episódiso da série francesa Camera Café, uma idéia genial que certamente vai ter uma versão brasileira um dia (a Synapsys estava negociando com o representante da série e dono dos direitos para o Brasil). Segredo de estado.


Mico Jegue

.Não haverá câmeras ao vivo no julgamento de Michael Jackson. Dizem. Hoje começa a ser selecionado o juri, a partir de 750 pessoas convidadas. Ou melhor, convocadas. O assunto vai dominar a mídia mundial durante um bom tempo. Mais de mil repórteres já entraram com pedido de credencialmente, do Japão, Reino Unido, Austrália, Suíça, Alemanha, Canada e Mexico. Estranhei o fato de não ter lido o nome do Nelson Rubens na lista. Achei que ele seria o primeiro a gritar Ok Ok e fazer o sinalzinho para o Máiquel.

O E! Entertainment pretende fazer em estúdio uma encenação simulando o que acontece. Se o João Kleber ler isso, vai copiar na hora.

PS – MJ tem seu site ‘oficial’.

 

Notícias Dechavadas

Porque a pior notícia é aquela que você não entende.

 

.Ao ler a notícia sobre o prêmio recebido por Clint Eastwood, do Sindicato dos Diretores, aumentando as chances do diretor ser ‘oscarizado’, lembrei da música homônima “I ain’t happy, I’m feeling sad, I’ve got sunshine, in my bag, I’m useless but not for long, the future is coming on…” Incrível como a onda do sucesso vem e passa. (Não, eu vou usar aquele termo do maremoto, já chega, acho).

.A Nissan lança um comercial de 24 minutos dividido em capítulos. É o advertainment lançando tentáculos em todo o mundo.
Por falar em propaganda, a W já trabalha com a certeza de que o casamento de Ronaldinho Cicareca ocupará todas as capas. Bem pensado. A W comprou todas as primeiras páginas duplas das principais revistas do Brasil.

.Já dá pra ver o thumbnail, a miniatura das fotos enviadas pelo G mail. Nem testei, mas parece que assim é. Também tem novidades no Orkut.

.Imagine o que vai ter de mochila saindo de Porto Alegre hoje. Forum Social Mundial, chega ao final.

. O ministro Gilberto Gil é hacker? Ah, é no sentido metaf(l)órico da coisa.Captou?

.“Procura por Ipod no Brasil supera expectativa da Apple.” Não posso publicar porque meus advogados estão pulando o carnaval mas para achar um bom preço, reze pra Santa Ifigênia, tá? E já que estamos na área da informática, o criador do Blaster B pegou 18 anos. Eitcha.

 

Joceli, vencedora

Com 35% dos 1359 votos, Joceli vence a enquete entre as dez melhores frases com o ela se acha…” última colher no prato de pudim de leite condensado, no último dia antes de fazer regime”. Parabéns, Joceli. Vou seguir seu conselho e começar a dieta hoje. A última colherada de doce, foi ontem.

PS – meninos e meninas, vocês já receberam meus livros pelo correio? Fernanda, o seu eu enviei ontem, chega em 24 horas. Amorim, já recebeu? E você Cláudio? Eu mandei mais um livro para outro Q.L., recebeu? Joceli, o seu vai amanhã, confirme o endereço, ok?
PS – também mandei um livro e uns mandiopãs…chegaram?

fui.

 

 

sol

E não é que a Josélia Pegorin, a meteorologista da rádio eldorado amacertou mesmo? Segunda-feira com sol. e, segundo ela, vem outra frente fria entre 4a. e 5a.

Segunda

Esse fim de semana foi tão sem-graça, mas tão sem-graça que pela primeira vez estou dando graças a D’us por ter chegado a segunda-feira. Será um dia ensolarado, ocupado e cheio de problemas, eu sei. O maior deles, a falta de dinheiro. Já fui muito dura na vida e, embora só tenha passado fome durante a dieta, conheço muito bem a vida de privações. Privação não é ser miserável mas quase. É sair uma vez por ano para comprar um par de sapatos, sempre um número maior que seu pé para não perder logo o par. Privação é ser a caçula entre irmãs e primas e vestir todas as roupas em fim de carreira. É vestir calcinha nova só no dia de ir ao médico. É ver no prato a equação da vida simples estampada no número de bifes, sempre igual ao número de pessoas à mesa. E agradecer por ter bifes. Privação é lavar e guardar os potes de margarina vazios, é salvar os botões das roupas velhas, que podem servir pra outras roupas velhas. Não conte pra ninguém, eu tenho esses botões até hoje.

Como diz o meu amigo Pardini, humorista que inventou os ‘sintomas de pobreza’, pobre é quem esquenta caneta bic na vela pra salvar o restinho de tinta endurecida.

Eu vivi isso toda a infância. Venho de uma linhagem de avós que juntavam todos os restinhos de sabonete e sabão pra derreter tudo numa lata e fazer sabão de novo. Privação é ter consciência ecológica por força maior, porque para o pobre, tudo é reciclável. Várias vezes.

Não vivo, há muitos anos, uma vida de privação, mas se eu fosse desenhar uma curva de ascensão financeira, ela teria passado por um pico no ano 2000 e de lá pra cá, estaria num tobogã descendente. Tudo bem, porque se eu viver mais 47 anos e acabar com nada do mesmo jeito que nasci, terá sido absolutamente perfeito. Não vou levar nada comigo, além de um sorriso de orelha a orelha, cheio de rugas no meio.

Dias melhores virão. Vamos fazer com que a segunda, seja um deles.

Olé.

 

Stress

Usar um Mac durante muito tempo, para quem foi forjada na plataforma windows, como eu, é bom mas estressa. Depois de um tempo começo a sentir um siricotico, um não-bom, um incômodo e…preciso correr de volta para o meu velho mundo. Fico assombrada com os recursos geniais, com a beleza, com tudo mas a idéia é que os mundos convivam. Só sei que preciso passar um tempo, até que o nó no cérebro se desfaça.

Quem vai ficar com Polly?

Estamos vendo o DVD com Ben Stiller e Jennifer Aniston. Parece divertido. Para lermais, lembre, IMDB, International Movie Data Base,www.imdb.com. Digite, por exemplo, Ben Stiller e busque.

PS – Por que eu confundi Adam Sandler com Ben Stiller?
PS 2 – Adorei o filme, uma comédia perfeita para um domingo à noite.

Força de vontade

Estou aqui juntando todos os cacos da minha força de vontade, versão domingo, para sair agora e correr um pouco. Preciso misturar minhas etéreas angústias ao vento, consumir a chama dos medos, balançar as inseguranças existenciais. E, sobretudo, aproveitar que a família está vendo o jogo do Santos…!

Escritora?

Vou parar de escrever um pouco esse bando de posts pessoais, pra não acabar como aquela mulher que se achava escritora mas, como só escrevia sobre ela, todos os personagens eram ela, tudo que ela criava era sempre ela, era na verdade, a maior autobiógrafa do mundo…