São Paulo cidade luz / on Instagram http://instagr.am/p/JqHPYFjyGT/

Anúncios

O Oziel não tem rosto. Mas você tem. Mostre a sua cara e ajude o Oziel

Felipe Neto fez um vídeo pra ajudar o Oziel. Estou pedindo pra você assistir ao vídeo agora.

Se você quiser fazer uma doação, o link é este: http://vaka.me/133424

E, como eu estou aqui dando a cara pra bater mesmo, pra ajudar o Oziel a ter uma cara como todos nós temos, vou confessar que quando vi a primeira hashtag e a história, fiquei com aquele sentimento de ‘mas será que é verdade? será que não estou sendo enganada?’. E fiquei cheia de desconfiança. (Nesse mesmo dia a Clara Averbuck tinha recebido o vídeo e estava ao meu lado perguntando se era verdade mesmo. A web, às vezes, deixa a gente meio paranoica mesmo). Depois eu fui ver as pessoas envolvidas, conhecer a história. E acompanhei a hashtag #ForçaOziel no Twitter.

Quando vi o vídeo que o Felipe Neto fez senti vontade de participar e ajudar.

E vou repetir aqui a pergunta que eu fiz no Google Plus ao divulgar o vídeo:

Se relevância, sucesso, fama, influência, poder de mobilização social, rede de comunicação serve pra alguma coisa nesse mundo, deve ser para ajudar alguém, não? Porque ajudando alguém em conjunto, estamos fortalecendo a rede, a mesma rede que amanhã ou depois vai ajudar cada um de nós.

Uma das cenas mais bacanas e significativas do maravilhoso filme Procurando Nemo (adoro!) é quando os peixes, todos em ~rede~ decidem nadar juntos na mesma direção, para baixo. E assim, conseguem quebrar o cabo de aço que os mantém presos.

O comando era: swim down together!

http://swf.tubechop.com/tubechop.swf?vurl=ulucJnxT7B4&start=38&end=180.34&cid=337059

Acho que se todos nós nadarmos juntos nesse mar da web, podemos quebrar vários cabos de aço que nos prendem. Podemos dar um rosto e mudar o destino de Oziel.

A força está com você.

_______________________________

Leia o post da Liliane Ferrari sobre o Oziel.