Excelentes textos sobre redes sociais e métricas

A essa altura da vida você já sabe que o mundo tem as seguintes regras:

1. Se você se autoelogiar será execrado. Falar mal de si mesmo pode, falar bem não pode.

2. Tudo o que você criticar sobre qualquer coisa ou pessoa, com ou sem fundamento, só tem uma única explicação: inveja. O cérebro foi feito para invejar, não para o raciocínio.

3. Conteúdo é uma coisa que atrapalha a diversão, portanto, ninguém quer saber dessa porcaria.

4. Textos são coisas chatas porque têm muitas letras. E para ler muitas letras tem que gastar muito tempo e ninguém tem tempo para perder, porque estamos todos muito ocupados vendo figuras.

5. Falar mal dos outros é a coisa que mais dá audiência, porque somos todos malvados enrustidos numa sociedade que finge que gosta de gente boazinha.

6. O sobrenome é a coisa mais importante da sociedade, seja o sobrenome de família (e.g. Kennedy), sobrenome da empresa (fulano é diretor da Coca-cola, mesmo que seja do setor de lubrificação da esteira da linha de montagem de uma fábrica na Cochinchina), sobrenome da instituição de ensino (o cara estudou em Harvard! Ele pode ter feito um workshop de 2 dias, pago, num prédio que fica dentro do campus de Harvard, mas é Harvard. E se você contestar, volte para o ítem 2).

7. Se duas pessoas discutirem sobre qualquer tema em qualquer situação, tem razão a que for mais bonita. Feio é sempre sujo, malvado e burro. O mundo odeia gente feia.

8. Como corolário do número 7, feio serve pra fazer humor, mas gente bonita não pode ser engraçada. Gente bonita é pra ser apreciada e servir de inspiração. Desfila, posa, atua com poucas falas ou apresenta programas de TV com TP. Se a pessoa linda for loira, o mundo cobrará um pedágio. Ela tem que pagar aguentando piadas infames.

9. Toda vez que você fizer uma pergunta em vez de obter uma resposta receberá uma avalanche de outras perguntas, como ‘por que você está perguntando isso?’, qual é o seu interesse na resposta, etc. O ser humano é muito paranóico e desconfia de tudo, até da própria sombra projetada. Não gostou? E por que tá lendo, hein? Algum problema?

Mas não foi isso que eu vim aqui dizer no post.

Eu vi recomendar dois textos em inglês, excelentes, sobre métricas em redes sociais, ambos do site do Twitalyzer. O primeiro diz que as empresas não devem confiar num número único, numa medida única

O segundo, genial, diz que ‘mídia social não é um jogo’. As pessoas acham que é só um jogo, uma competição, por isso fazem tudo o que fazem num jogo real: roubam, matam para ganhar, etc. Tem também conselhos muito bons no texto.

E, claro, como todo ser humano PRECISA completar dez e não aceita uma lista de nove ítens (porque temos 10 dedos nas mãos e construímos uma sólida base decimal para contagem a partir de nossos dedos, que afinal se chamam ‘dígitos’ (pescou?), vamos completar a lista:

10. Todo ser humano é muito curioso.

Anúncios

Autor: @rosana

Jornalista, tricoteira, corredora, agora em versão maratonista.

10 comentários em “Excelentes textos sobre redes sociais e métricas”

  1. pois é, as pessoas são só o que são; no real e no virtual, só são capazes de comunicar o que sua inteligência, sensibilidade, formação, índole e caráter lhes possibilitam.

    ninguém é maior na internet do que em sua própria consciência. internet é instrumento, não é qualidade; nada acrescenta ao caráter de ninguém. mas muitos são os que se esquecem disso.

    tudo o que se aplica a todo mundo e a cada um na sociedade também se aplica nas redes sociais que, afinal, são somente réplicas mal acabadas, sem carne e sem osso, da própria sociedade composta e integrada pelos mesmos todo mundo e cada um.

  2. É difícil qdo escrevemos alguma coisa e a pessoa lê de outra, faz uma outra interpretação. Aí sim, caem com tudo em cima de vc… A falta de um acento, de uma risada rsrsrsrs muda toda a configuração. Eu não gosto de perguntas de duplo sentido ou de textos obscuros. Pra escrever tem que ser pau pau, pedra pedra. Tudo às claras pra evitar aborrecimentos. Se não quer mencionar nomes, não diga nada.

  3. Olá Rosana!

    Gostei muito do texto, e realmente é cada vez mais díficil ter conteúdo e textos, ninguém se importa. Mas é justamente por isso que gosto do seu blog 😉

    Beijos,
    Jacqueline (aquela da Vila Galvão)

  4. Olá querida Rosane:
    Obrigado pelo excelente texto. Vou compatilhar! Infelizmente as pessoas o julgam pelas vestimentas, até parece se o Sr. Jesus voltasse, viria com roupas de linho, provalmente seria maltrado também! Triste!!!!!!
    Desejo a você e a toda família um tranquilo e relaxante Shabbat! Shalom!

  5. Na minha capacidade limitada de ser, agora que vi que são DEZ e não 9 ítens. Coisas de Fabiano…rsrsrsrs

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s