Dia intenso

Intenso. Não tem outro termo para a terça-feira. Intenso e proveitoso, claro.
É minha primeira vez como parte do juri. Nos últimos três anos, a jurada que representava o Brasil era a Soninha. Depois de um certo número de anos os jurados são trocados, em todas as línguas. Fui convidada e aceitei.

O The Bobs é um prêmio muito sério. A reunião é feita a portas fechadas, ninguém pode se comunicar ou divulgar o que é decidido lá dentro até que todo o trabalho esteja terminado. Na 5a, feira os vencedores serão anunciados oficialmente.

Cada jurado apresenta e defende suas posições, há perguntas e contestações, várias votações e rodadas de desempate, até que o consenso seja alcançado. É tudo muito intenso. Estou com a cabeça cansada.

Saímos do hotel às 9:30 da manhã e passamos o dia inteiro reunidos, até 7 horas da noite, quando voltamos para o hotel de taxi.

Cheguei, fui comprar umas coisas no supermercado, voltei, tomei banho, me arrumei e, às 8:30 da noite já estávamos saindo à pé para o restaurante onde jantamos. Tudo muito gostoso e agradável.

Amanhã, temos que estar prontos às 9 da manhã no lobby, arrumados e de café tomado. Vou acordar às 7. E agora, aqui, já é quase meia noite.

Mas vim aqui para isso,né? Não é lazer, é trabalho! E trabalho sério, pra todo mundo.

A parte incrível é o quanto a gente aprende sobre o mundo. Outras culturas, outras informações. Eu, por exemplo, nunca imaginei que o mercado editorial de língua árabe fosse um dos menores do mundo. Todo os livros editados e árabe correspondem a uma fração dos editados na Espanha.

Eu não sabia também que BING, o buscador da Microsoft, em chinês, significa doença. Por isso ninguém usa na China. Eles acham que é de mau agouro navegar num site chamado ‘doença’.

É uma tarefa muito enriquecedora. Aqui, meus mais novos amigos do juri.

Boa noite e bis morgen! Amanhã, tenho outro dia cheio, com entrevistas para a Deutsche Welle à tarde.

Feliz dia do beijo.

Anúncios